Comentário: Scream – 2ª Temporada

O melhor ficou para o final? Spoilers médios à frente!

scream-season-2-4-600x912

Na season finale da primeira temporada a série encerrou o seu primeiro ano muito bem, de maneira inteligente, garantindo uma ponta solta para ser explorada na 2ª Temporada. O novo ano até que começou acertando em cheio com Audrey sendo alvo do novo assassino, matando um dos sobreviventes do ano anterior (indicando uma melhoria visto que esse foi um grande problema da temporada passada, manter o elenco), apresentando um assassino mais brutal e perverso. Aparentemente a série veio disposta a trazer mudanças, na esperança de ampliar as suas referências, contextualizando os episódios com títulos de filmes. Apesar disso, toda boa impressão vista na volta da série não foi mantida durante a temporada.

photo539394673894074467(1)

O suspense prometido foi desperdiçado com saídas óbvias e a carência de arriscar num terror que garantisse alguma reviravolta. Em seu terceiro episódio, por exemplo, estava tudo ali preparado, esperando a oportunidade de algo relevante surpreender na cena em que um gerente de um motel foi morto. Acaba ficando apenas na vontade mesmo, pois tudo é desfeito descaradamente de uma maneira ridícula e batida. Realmente lamentável.

Até que houve mortes na temporada, mas o que faltou mesmo foi uma perseguição digna da franquia. Isso de fato foi um fator que comprometeu o segundo ano de Scream: a série se sustentou apenas em suposições e entre uma ou duas cenas que relevavam um episódio inteiro. Respectivamente, aconteceu que cada vez mais a série se afastava do seu conceito e nem mesmo o espírito do gênero estava presente. A única coisa que me motivava era a revelação do Killer: se a série em cada episódio não apresentava nenhuma morte sequer – e quando tinha era exatamente faltando um minuto para o final do episódio ou ataques rápidos que não levavam à lugar algum -, o que mais valeria a pena? Toda importância estava focada em shippar casais e os dramas de seus personagens – não que tenha sido um problema, mas acabou por se tornar maçante e repetitivo.

photo539394673894074468

Não bastando ter uma trama arrastada, pior ainda foi ver os personagens perdendo suas identidades. Como o caso do Noah, que foi descaracterizado por um romance sem química, que aliás, só serviu para chacoalhar a amizade entre o Virgem e a Bi-Curiosa. Sem falar do plot de Audrey: todo o segredo que a personagem escondia não foi tão relevante e importante no final, comprometido por uma desculpa covarde do roteiro (que poderia ser mais do que foi mostrado).

E o momento mais aguardado chegou: a season finale, a qual guardava a revelação do cúmplice da Piper, prometendo grandes sequências e um episódio chocante. Quero dizer que até então dentre minhas teorias que faziam algum sentido seria de Kieran sendo o assassino (mesmo querendo que não); ainda que previsível, estaria mais próximo do que foi visto em toda temporada. Claro que no decorrer da mesma foram nos dado suspeitas com todas as coincidências possíveis para apontar um culpado.

De fato, não foi um episódio totalmente ruim. Teve uma revelação voltada para o primeiro o filme, mas que teve seu potencial desperdiçado por especulações que não deixavam de ousar apenas nos diálogos. Na primeira temporada Kieran foi apontado como o culpado por todas as mortes cometidas (muitos se apegaram a isso e outros descartaram por ser abordado de última hora nos últimos episódios da temporada passada), confirmadas pela visita de Emma e Piper na cena da visita à mãe de Brandon James e no vídeo em que mostrava em que ele conhecia a primeira vítima que recomeçou os assassinatos.

photo539394673894074469

Ainda assim, parece que a grande revelação está por vir: na nova cena liberada, já vemos um novo assassino mascarado. De qualquer forma, esse encerramento não foi nada comparado ao da primeira temporada. Por outro lado, ainda restaram algumas perguntas não respondidas (como as coincidências nos desenhos de Stavo) e pontas soltas para uma possível terceira temporada – ou que poderão ser resolvidas no especial de Halloween com 2 horas de duração.

Resta aguardar se os últimos episódios que faltam salvarão uma temporada irregular, ainda que tendo apresentado episódios regulares, não tenha sido suficiente para fazer jus a uma bela trama terror ou à franquia do assassino mascarado.

*

Últimas Observações: spoilers pesados! Passe o mouse para ver.

Emma até que mostrou um pouco mais de esforço em alguns momentos e foi ousada, mas não acertar um tiro sequer no assassino foi demais. Já passou por uma terapia, agora, bem que poderia treinar para saber como usar uma arma.

As motivações do serial killer em matar Audrey e Emma e sair como novo herói foi uma clara referência as intenções de Jill em Pânico 4.

– Brooke é uma ótima personagem; desde a primeira temporada foi alvo do assassino e compartilhou ótimas cenas de perseguições e referências, mas a hora de parar de apelar e mantê-la viva já passou.

– A série teve boas intenções em fazer diferente mandando o assassino para prisão em vez de matá-lo, mas acabou se afastando da franquia de filmes que é baseada.

***

Leia Também:

Nosso comentário sobre a primeira temporada de Scream (sdds);

Se você quer saber o que teremos de séries novas em 2016-2017, ouça nosso PontoCast sobre as novidades mais novidadescas do ano!

Outra série trash de serial killer psicopata, Slasher!

______________________________________________________________

Texto redigido por nosso compadre Felipe Oliveira.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s