PontoXP #2 – Cobertura BGS: Dia 1

Este slideshow necessita de JavaScript.

Dia 1 BGS

O primeiro dia de evento aberto pro publico contou com altos e baixos. Um grande destaque foi a quantidade de atrações espalhadas pelo grande pavilhão. Porém, com a maior quantidade de pessoas, maiores foram as filas para testar os jogos. (In)felizmente, fizeram com que a fila de “Dark Souls 3” parasse de crescer, pois esta não mais cobria o contorno do stand; no meio do dia, houve o total fechamento para novos testes.

O evento conta com o Torneio Brasil Game Cup (BGC), um dos maiores do Brasil. Ele conta nessa BGS com os campeonatos de DOTA 2, Street Fighter V e o campeonato mundial de Just Dance (não façam perguntas difíceis). Eu assisti uma das partidas, Vivo Fibra KStars contra Santos Dexterity, e eu achei lindo. Evento assim mostram a força que o E-Sport conquistou nacionalmente ao ter um time como o Santos investindo na area. Pessoalmente, o jogo me deu sono.

Outro ponto divertido era a grande quantidade de Cosplayers de alta qualidade que enchiam o evento que iam desde meninas de 13 anos até uma senhora em seus 50 anos.

Um dos pontos que mais me conquistou foi a feira Indie de jogos brasileiros. Lá, eu conheci um dos estudios que mais chamaram minha atenção no ultimos anos. Os Estúdios Duaik têm uma pegada totalmente nacionalista com jogos de brasileiros para brasileiros. Com três jogos apresentados, sendo um de realidade virtual, a Duaik oferece jogos abertos para o publico nacional e é nossa primeira linha de referencia na Xbox – sendo premiada diretamente pelo Phil Spencer, diretor da Xbox.

Mas nem tudo foram flores nesse dia de BGS. Com presença de grandes youtubers nacionais, como Daminani, Zangado, Edu e os Irmãos Piologo, a feira estava cheia de jovens fãs sempre a espreita de seus idolos, o que tornou alguns momentos complicados de aproveitar as atrações principais da feira. Nada contra os youtubers. Acho o trabalho deles incrível e defendo a presença dos mesmos em feiras como a BGS, porém acho que ou a organização dessa legião de fãs deveria ser mais rigida, ou a própria atitude dos fãs deveria mudar – mas isso seria pedir demais.

No geral a feira está excelente e, tirando os preços caprichadamente altos das barracas gourmetizadas de comida, conta com uma estrutura muito boa para o porte do evento. Aqui fica mais um relato dessa viagem ao mundo dos jogos chamado Brasil Game Show.


Um comentário sobre “PontoXP #2 – Cobertura BGS: Dia 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s