A Entrevista (2014)

“This is Dave Skylark. Signing off”

Título: A Entrevista (“The Interview”)

Diretor: Seth Rogen/Evan Goldberg

Ano: 2014

Pipocas: 7/10

A Entrevista, antes mesmo de sua estreia, causou estardalhaço nas redes sociais, nos noticiários, no palácio do governo da Coréia do Norte e no banco de informações da Sony Pictures. Houve muita especulação se o filme iria de fato ser liberado ou não (houve inclusive um adiamento do lançamento nos cinemas, devido a ataques cibernéticos à Sony), mas, no fim das contas, Hollywood venceu e o filme (para a sorte do mundo) saiu! O roteiro do filme provocou muitas questões políticas porque se propôs a fazer humor com o líder de um dos países mais fechados do mundo: Kim Jong-un, imperador, supremo governante, deus, presidente da República Democrática da Coréia do Norte. Apesar da proposta de ambientação pouco ortodoxa do roteiro, o filme, na verdade, se desenvolve de forma bastante simples e seguindo até alguns clichés do estilo, porém com algumas gratas surpresas.

Aaron Rapoport (Seth Rogen) é o produtor de um programa de entrevistas com celebridades, Skylark Tonight, conduzido por Dave Skylark (James Franco). Num determinado momento, Rapoport sofre uma crise de consciência por estar produzindo tanto lixo jornalístico com o seu programa e decide tentar fazer algo mais relevante, conseguir alguma entrevista que vá além do entretenimento feito pela exploração de bizarrices das celebridades.

É nesse momento que Dave descobre que  o líder-supremo da Coréia do Norte gosta de seu programa (y otras cositas más que falaremos a respeito mais a frente) e então eles percebem que há uma chance de conseguirem agendar uma entrevista com Kim-Jong-un. Ao consegui-lo, é claro, o fato não passaria batido pela imprensa, nem pelas autoridades americanas, e é aí que entra a CIA e os comissiona para assassinar o líder asiático com um veneno de ação retardada.

A qualidade do roteiro divide opiniões no sentido de que a história é extremamente inverossímil (com alguns momentos de puro besteirol, inclusive). Talvez, ao saber superficialmente a proposta do filme, criou-se uma expectativa por uma crítica política ferrenha e ferina ao regime norte-coreano, mas isso não é o que acontece, sendo toda a situação vivida pela Coréia do Norte algo praticamente circunstancial. Os momentos em que se tece uma leve crítica (ou mesmo denúncia) sobre o que de fato acontece na Coréia do Norte são poucos e eles não ganham tanto os holofotes quanto o desenvolvimento da história em si.

Rogen e Franco tem uma dinâmica muito boa em suas atuações, o que potencia e dá credibilidade à amizade de longa data de seus personagens, além de passar suas piadas com mais naturalidade. O humor que é feito em A Entrevista não é de todo revolucionário, mas diverte muito bem. Há aqui duas ressalvas muito importantes: 1) a caracterização de Kim-Jong-un (Randall Park) é simplesmente hilária. Na película, o ditador é construído em cima de uma imagem típica de criança mimada americana. Kim varia entre momentos gangsta, menino com questões irresolvidas com o pai (vulgo daddy issues) e ditador poderoso, líder respeitado e temido por todos os seus liderados. 2) as cenas de ação do clímax são surpreendentemente empolgantes (e olha que quem vos fala simplesmente odeia cenas de ação). Explosões, slow motion, tiros, sangue (sim! Existe uma pequena veia gore que é estourada no final do filme) e… Katy Perry! Não poderia faltar a “cantora favorita” de Kim.

Enfim, longe de ser um filme revolucionário , extremamente politizado, ou subversivo (como sua proposta supostamente o apresenta), A Entrevista entra em cena e cumpre bem seu papel humorístico.


2 comentários sobre “A Entrevista (2014)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s