Em Chamas (2013)

“Lembre-se de quem é o verdadeiro inimigo.”

Image

Filme: Jogos Vorazes: Em Chamas (The Hunger Games; Catching Fire)

Ano: 2013

Diretor: Francis Lawrence

PIPOCAS: 7/10

A franquia Jogos Vorazes (2012; 2013) nunca foi muito famosa por sua originalidade; inspirações diretas e indiretas são facilmente identificáveis e abrangentes, indo desde Battle Royale (2000) até 1984 (1984). Ainda assim, qualquer perda de singularidade que a saga possa ter por este motivo é automaticamente recuperada por sua execução, que se aperfeiçoou drasticamente desde a primeira parte, Jogos Vorazes (Hunger Games, 2012).

Dando continuação ao primeiro filme, Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence, O Lado Bom da Vida) e Peeta Mellark (Josh Hutchingson, Viagem 2) agora são heróis e modelos em seu Distrito 12 e por toda Panem. Entretanto, a imagem dos jovens Vitoriosos que deveria servir apenas como distração para o sofrimento generalizado do país acaba por se tornar uma bandeira da insurreição nacional. Ao lado de seu novo aliado, o presidente de Panem prepara um Jogos Vorazes especial para sufocar e destruir de uma vez por todas Katniss “Tordo” Everdeen e toda a resistência que ela simboliza.

O elenco obviamente amadureceu do filme anterior para este. Personagens secundários como Prim e Gale ganharam mais tempo de tela, e seu acréscimo em importância foram proporcionais. Outros personagens, como Effie Trinket (a maravilhosa Elizabeth Banks, A Escolha Perfeita) e o próprio mentor Haymitch Abernathy (Woody Harrelson, o eterno Tallahassee de Zumbilândia), ganharam mais camadas de profundidade, se tornando ainda mais interessantes. Josh Hutcherson está bem mais à vontade no papel de Peeta e Jennifer Lawrence (que embolsou um Oscar por “O Lado Bom da Vida” no interim entre o último filme e este) controla a cena quando assim lhe é requisitado sem dificuldade. Ainda não é o ápice da atriz, que com certeza há de merecer o Oscar que ganhou em pouco tempo. Stanley Tucci (no papel do afetado apresentador Caesar Flickerman) e o acréscimo do meu (favorito sempre!) Phillip Seymour Hoffman como o dúbio Plutarch Heavensbee são outros pontos de destaque no elenco do filme.

O roteiro favorece, e também tem menos furos e é mais bem amarrado do que o anterior – com o mérito de cobrir uma estória ainda mais complexa do que a do seu antecessor. Mesmo os elementos que vieram como uma repetição do filme precedente foram compensados visualmente (e sem poupar sangue) por um orçamento claramente maior, tornando cenas com forte potencial de déjà vu em experiências cinematográficas fortes e marcantes.

O filme como um todo cresceu com o tempo. Embora a película ocupe um lugar intermediário no arco da saga, ela consegue ser coerente em si própria, com início-meio-fim independente. A trilha sonora, com músicas da banda britânica Coldplay (da qual sou totalmente suspeito para falar) e da islandesa Of Monsters and Men, é um show à parte, que faz valer a pena esperar cada minuto dos créditos.

“Em Chamas” é mais complexo e tem uma maior carga de interpretações do que seu antecessor. É possível traçar um paralelo entre os romances fabricados das novelas e o romance-distração de Peeta e Katniss, assim como é fácil notar que o que separa o Big Brother Brasil dos Jogos Vorazes são lanças, arcos e flechas e um pouco de cor no cabelo do apresentador. É uma obra que se apresenta para uma geração crucial, no limiar entre a atitude transformadora e a alienação inerte, com muitos pontos dignos de debate – e não só para os jovens. Se uma em cada cem pessoas sair da sala de exibição questionando a realidade construída ao seu redor, cada um dos 142 minutos da projeção terá valido a penas – pois só é preciso uma faísca para que uma floresta entre… Em chamas.


Um comentário sobre “Em Chamas (2013)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s